Podcrastinadores.S04E11 – X-men: Apocalypse

Depois de toda a polêmica envolvendo as primeiras imagens, chega finalmente aos cinemas o quarto grande filme de super-heróis do ano, X-men: Apocalypse, que desde o início foi bastante criticado pela falta de semelhança visual com os quadrinhos.

Vamos relembrar rapidamente os cinco filmes anteriores dos X-men, e ir com tudo para o novo lançamento, que está dividindo opiniões. Então participe com a gente desse debate sobre a nova formação do time, o grande vilão Apocalipse, referências aos quadrinhos, easter eggs e toda a fartura de fanservice que o filme ofereceu.

Participaram deste episódio: Fernando Caruso, Gustavo Guimarães, Helvecio ParenteTibério Velasquez, e os convidados Carlos Voltor e Henrique Granado.

Ouça e não deixe de comentar!

Links relacionados a este episódio:

Agradecimento a todos que suportam os Podcrastinadores, especialmente aos nossos padrinhos Alessandro Solari, Anna Cruz, Bianca Ramos, Camila Gildo, Carolina Lindoso-Neet, Caio Luiz Daemon, César Albuquerque Lima, Daniel Machado Jr., Dierly Cordeiro, Eduardo Starling, Eduardo Tomazett, Elieverson Santos, Emílio Mansur, Felipe Rodrigues, Felipe ZabinJosé Maria Leite, Leandro Medeiros, Lionel Leal, Lisbino Carmo, Luis Alfredo Lopes, Luis Garavello, João Elias, Marco Antonio Linares, Marcos Alves, Mario Rocha, Rafael Baldo, Raphael Moussalem, Rogério Bittencourt, Sérgio Salvador, Vitor Teixeira de Souza, Willian Castro e Ygor Souza.

Ajude a manter o nosso podcast você também. Até com 1 real você ajuda a aliviar nossos custos fixos. Entenda melhor como ser nosso padrinho aqui, e tenha nossa gratidão eterna, além de alguns outros benefícios que você descobre clicando no link. 😉

Participe você também escrevendo pra gente: [email protected]
Queremos saber quem é você que nos ouve: vá em facebook.com/podcrastinadores e mande seu Like lá.

  • Carla Gois

    Mas jáááá??? Ai meu Deus, não me peguem de surpresa assim, deixa eu pelo menos passar um batomzinho, peraí! 🙂

  • Minionpornor

    Vai ser semanal agora??? Uhulll!!

    • Not yet! Na verdade é uma das vezes que corremos contra o tempo para lançar um episódio na semana seguinte ao lançamento… Só não acostume. Hehehe

  • Bruno Silva

    Não estou gostando de tantos episódios de super-herói. Qualquer discussão sobre isso fica tão boba. Preferiria que vocês voltassem a fazer episódio mais interessantes, como os antigos.

    • Fala Bruno, por acaso calhou de termos tantos filmes de super-heróis em sequência, mas não se preocupe que em breve voltaremos a nossa “programação normal”.

      Obrigado pela opinião.

    • GG

      Brunão, a gente também comentou que foram vários na sequencia, mas não temos como ignorar tantos lançamentos de super-heróis previstos pra esse ano. São ao todo 6, se não me engano. Pretendemos cobrir os seis. Mas existirão pelo menos outros 20 episódios ao longo do ano com outros assuntos, tenho certeza que você vai curtí-los também. 🙂

  • ou minha pesquisa não foi fundo suficiente ou então, há um problema na destruição do museu australiano de arte moderna pois pela data em que o filme se passa (1983) o mesmo ainda não estaria pronto.

    outra coisa: estou cada vez mais convencido de que assistir trailers apenas estraga a experiência com o filme.

    no mais, muito bom o cast como sempre.

    • Será? Caramba, seria uma falha grave de roteiro…

      • pois é.

        como escrevi, não me aprofundei na pesquisa (sobre o ano de início de construção) mas a inauguração foi em 1991, conforme disponibilizado pelo site do museu.

        • GG

          Não é o museu australiano, é a Opera House, inaugurada em 1973:
          https://en.wikipedia.org/wiki/Sydney_Opera_House

          • então, ai deve estar meu erro.

            devo ter ouvido museu no cast fiz uma pesquisa sobre o tema errado.

          • Ufa, menos mal. Fiquei chateado por eles na hora. hahaha Vergonha alheia, mas ainda bem que não foi erro.

          • Isso ia ter sido I-RA-DO.

          • helvecioparente

            Ia falar isso, é a Opera House, o ponto turístico mais famoso de Sydney. Só não sabia quando tinha sido inaugurada, ia pesquisar se o GG não tivesse feito antes.

  • flaviojr77

    Que ótima maneira de trabalhar no feriado, ouvindo o podcrastinadores.

    • Tomara que tenha curtido Flávio!

  • Carla Gois

    Bonitões, preciso discordar de vocês. Acho que o plano do Apocalypse era mesmo destruir o mundo o todo com aquele arsenal nuclear, pq ele diz bem claramente que derrubaria todos os prédios do mundo. Só que quando ele subiu tudo, o Alex destruiu o Cérebro, e ele perdeu a conexão pra descer todos os mísseis de novo.

    • Opa, vou aceitar o elogio, hehehe, mas agora que você falou… agora vou ter que rever o filme. Fiquei na dúvida. Será que o Voltor estava certo? Inadmissível!

      • Mas vem cá… pra quê que ele diz nooooo moore weapooooonsss?

        • Carla Gois

          “- No more weapons for you, mortals. They are all mine! Bwahuahuahua!!”

          Foi isso que passou pela cabeça dele, tenho certeza. 😉

    • Hugo Carlos

      Olá! Vi o filme ontem, e pelo que eu entendi dessa passagem, a filosofia do vilão de “sobrevivência do mais forte”, ele queria dizer apenas com “recursos naturais” das criaturas, por isso eliminou o arsenal nuclear, pro caos ser mais no “mano-a-mano”.

  • Augusto Ganzert

    É… me convenceram a assistir esse filme.

    • Vai com expectativa baixa ver um filme pipoca! Cinema é diversão! hehehe

  • Eder Ribeiro

    Concordo com o Caruso, já está na hora da Fox dosar um pouco o epicometro nos filmes desta franquia … parece que todo filme tem que tem uma destruição maior. Já estava na hora deles trabalharem filmes com outras temáticas (espionagem, aventura, ação…etc) , personagens eles tem. Um exemplo disso é o Mercúrio. Quando assisti o Dias de um futuro esquecido, com o meu filho, o moleque saiu ensandecido do cinema, perguntando: quem era aquele? Ele era irado!!… a Fox não percebeu que tinha feito, um personagem tão carismático como o homem aranha. Se fosse com a Marvel , já haveria um filme solo do Mercúrio.

    • A Marvel já tinha tratado de faturar em cima dele com certeza! Inclusive, como colecionador que sou, uma pena a Fox não discutir os direitos dos personagens com empresas como a Hot Toys, Enterbay ou outras do ramo… parecem que não gostam de dinheiro. hehehe

      • Eder Ribeiro

        A Marvel já fez um filme de uma árvore monosilabica e um guaxinim com trabuco..kkk..Já está na hora dos outros estúdios se arriscarem um pouco mais.

        • Issaê! Ao invés de ficar economizando em Fênix, em capacete de arma X e mostrando uniformes muito rapidinho, cheios de vergonha… E aquela cena extra, meu deus?? O que é aquela cena extra?? Arrisca tanto quando um programador de TV aberta!

    • E ele só tem UM momento no filme… (que, pros outros personagens, não durou nem uma fração de segundo! hahah)

    • Señora Reversa

      Ta na hora da fox fazer um filme bom

  • Minionpornor

    Ouvi o programa sem ter visto o filme, sem me preocupar com spoilers, já que não estava botando muita fé mesmo. Vocês despertaram minha curiosidade e fui ver, com boa vontade, mas com um pé atrás. Sinceramente, eu como fã de qualquer produção baseada em super heróis, achei um dos piores filmes já feitos, tem alguns pontos bons, mas queimaram um vilão foda e até cagaram com arma x fazendo uma referência bem mais ou menos… E a caracterização desses personagens, na minha opinião está horrível, nunca acertaram com o Fera, esse noturno ficou tosco, sei lá… Tá difícil se equiparar com a Marvel.

    • Se tem uma coisa que esse filme fez de ruim foi queimar o Apocalipse e tudo que podia ser construído em torno dele. Uma pena.

  • Luciana Agnoleto

    Talvez eu não seja o público alvo desse podcast e tenha abusado da teimosia em tentar ouvir mais alguns episódios. Mas agora acho que já deu mesmo – infelizmente, estou tirando vocês da minha lista de podcasts (não que eu acho que vá fazer diferença, dado o sucesso que vocês já tem)

    Cada vez fica mais difícil lidar com comentários feitos nas gravações – despretensiosos, verdade – mas que exalam homofobia e machismo. Humor não é isso, desculpa. E o de vocês é extramente forçado em várias ocasiões, quase sempre com os mesmos participantes a incidirem nesse comportamento.

    Bom, desejo sucesso a vocês e que possam repensar certas atitudes – e em seus papeis como formadores de opiniões dentro do mundo nerd que, infelizmente, já é tão carregado desse tipo infeliz de comportamento.

    • Olha Luciana, apesar de você achar que não, mas vai fazer diferença sim você não querer mais acompanhar nosso podcast.

      Acredito que possa ter um deslize ou outro numa brincadeira, mas se tem algo que sempre defendemos é a presença feminina cada vez mais forte e constante nos filmes e séries de TV. Inclusive já recebemos críticas positivas sobre este mesmo tema até pela forma que o próprio Caruso o defende.

      No mais, só posso me desculpar se em algum momento ofendemos você ou alguém por algum comentário, mas tenha certeza que nunca foi intenção.

      Torço para que repense este ponto e continue nos acompanhando.

      Abraços.

      • GG

        Oi Luciana. Ninguém é obrigado a ouvir algo que incomoda, então acho que não temos como convencê-la a continuar ouvindo. Mas gostaria muito de saber quais comentários a ofenderam para que a gente possa tomar ainda mais cuidado, porque obviamente estamos deixando alguma coisa passar.

        • Luciana Agnoleto

          Oi GG. Acho que, através de diálogo, sempre é possível (e benéfico) que a gente reveja nossa forma de pensar. Exatamente como o Tibério aí em cima =)

          Cara, infelizmente são vários comentários e não consigo fazer um catado aqui com tudo. Mas, como exemplo, tenho dois que lembro de cabeça.
          No podcast sobre Deadpool rolou um “Esse é lance das Viúvas Negras, estão sempre lá, precisando de um consolo…”
          Ou então nesse último de X-Men mesmo: “O poder da filha do Magneto era chamar viado. Tipo a Madonna” (desnecessário e extremamente pejorativo, saca?)
          Tipo, isso não é engraçado. Ou pelo menos não deveria ser.

          • GG

            Entendi. Não lembro exatamente esse da Viuva Negra, mas preciso te confessar que na hora desse da Madonna o farol amarelo acendeu pra mim. Fiquei pensando se seria só uma constatação de que os bailarinos dela são homossexuais, e qualquer um que tenha visto o filme da Madonna sabe que são (na verdade ela mesma já afirmou que prefere, inclusive), ou se fazendo essa comparação estaríamos sendo pejorativos mesmo.

            Independente do restante também não ter achado nada demais, essa bala quem tem que levar sou eu, já que sou eu quem edito (e tiro do episodio quando necessita). Eu eu te confesso que na minha interpretação na hora não achei, e deixei seguir justamente por não achar que estar “cercado de viados” seria afirmar que estar cercado de viados é ruim.

            Mas depois da sua colocação, posso entender que talvez o problema seja com o termo viado, que admito ainda vir com uma carga negativa. Não é como a palavra Gay que a comunidade homossexual pegou pra si esse termo originalmente negativo e transformou em uma coisa positiva.

            Fazer podcast é lidar com muita informação, e falar pra muita gente. É uma responsabilidade maior do que a que sempre estivemos acostumados. Precisamos realmente ficar alerta e tentar interpretar as coisas pelo ponto de vista de outros. Isso é bem dificil, mas prometemos de pé junto triplicar a atenção, se você não for embora, viu?

            E se for, também.

            Obrigado por se importar. Adoraria receber outros puxões de orelha seu no futuro, quando vir algo repreensível novamente. Espero que a gente erre cada vez menos.

            Beijo!

          • Carla Gois

            <3

          • MAKE BRAZIL GREAT AGAIN

            Beijo!

      • Luciana Agnoleto

        Oi Tibério!

        Como eu poderia ser intransigente a ponto não repensar minha decisão depois da sua colocação?
        A desconstrução de conceitos babacas que estão enraizados em TODOS nós é um processo lento – e muitas vezes frustrante – que passa justamente por essa sua atitude: de refletir sobre aquilo que é dito e considerar o que vale a pena mudar.
        Nada mais justo que eu te devolva a cortesia e continue seguindo com vocês, sabendo que ninguém é isento de erros. =)

        Fiquei esperançosa em saber da postura de vocês sobre a inclusão das mulheres nesse universo cinematográfico que amamos. E são mudanças que fazem um muuundo de diferença para meninas que acompanham cultura pop de maneira geral.

        Obrigada pela resposta tão gentil.

        • Que bom Luciana! Pode continuar puxando nossa orelha quando achar necessário! 🙂

      • Carla Gois

        Não só o Caruso, mas já vi vocês todos defendendo o empoderamento feminino de um jeito muito bonitinho e sensível. Très chic. 🙂
        Mas não é por isso que podem relaxar, concordo com a Lu.

    • Señora Reversa

      Quanta viadagem ein
      Hoje em dia não pode fazer piada com preto, com gorda, com viado, com nazista,
      com o que poderá fazer piada?
      Piada do pintinho que foi peidar e explodiu?

      “Oh não, oh meu deus, isso ai é errado, é contra os pobres animaizinhos, ta incitando violência”

      Ah na boa vai. Aposto que se a agua batesse na bunda de outro se nem ia fala nada.

      • Luciana Agnoleto

        Pfff

        Já começa com esse ‘hoje em dia não pode fazer piada com nada…”. Daqui a pouco começa com uns ‘feminazi’, ‘politicamente correto’, blablabla
        É de uma preguiça de argumentar que faria escorrer uma lágrima aqui.

        Fazer piadas com o óbvio, apedrejando alguém que na maioria dos casos já está marginalizado, é muito divertido mesmo. É isso que é humor! Parabéns.

        Pode guardar suas apostas com relação ao que eu faria para si mesma. Não tenho pretensão de fazer minhas convicções serem conhecidas por pessoas que pensam como você. Só queria dar um toque no pessoal do podcast mesmo e, vejam só, eles entenderam perfeitamente.

        Beijos de Luz

        • Señora Reversa

          Aposto 5 pratas que vc é de humanas e deve ter feito federal. Eu não preciso argumentar nada não. O disqus não é tese de mestrado pra ser defendida. A questão é “você não veio aqui pra caçar né?”

          • Luciana Agnoleto

            Hahahaha, disqus também não é privada para ficar aguentando merda.
            Melhor pararmos então né, colega. 😉

            Hiii, perdeu suas 5 pratas. (viu só, devia MESMO ter mantido as apostas para si)
            Na verdade, sou de exatas e fiz USP. Aliás, basicamente lido diariamente com análise quantitativa. Passou um pouco longe.
            Muito embora não ser de humanas não me faça ficar com preguicinha de pensar em questões sociais (ou pensar no geral, como queira)

            Não, vim aqui para sugerir um ponto de melhoria para um podcast que eu gosto muito, apesar dos pontos que apontei. Missão concluída então. 😉

          • Carla Gois

            Você não vai dar papo pra esse pirralho machistinha não, né? Da pra ver a maturidade do cara quando ele se esconde por trás de um nick ao invés de dar a cara a tapa e se responsabilizar pelas suas ideologias.

          • GG

            Oh-oh, isso tá próximo de sair do controle.
            Carla, pirralho e machista também são rótulos de um pré-conceito, não acha? E o Disqus não é o Facebook que proibe nicks, então teoricamente, ninguém está errado em usar outra identidade pra se expressar.

            Señora, obrigado pela defesa do humor, é bom saber que a gente tá conseguindo fazer um material que agrade. Mas a verdade é quem faz parte da classe opressora não tem como opinar da mesma forma de quem está na oprimida. Todo cuidado com as palavras é pouco, e quem é atingido merece que a gente pense um pouquinho mais. Não é substituir uma piada, mas talvez se trocássemos por um termo menos estigmatizado, evitaríamos atingir em quem a gente nem mirou.

            E bem ou mal, o podcast tem um monte de piadas. Ficar com uma a menos não ia fazer falta. 😉

            Abraços aos três!

          • Rodrigo “Rod” Montaleao

            Vocês estão perdendo o foco do que é importante e que deveria estar realmente sendo discutido, que é o fato de eu não ter participado do episódio porque a “querida” CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) estava com problema (pra variar) no dia e eu não cheguei em casa a tempo pra gravação! 😉

          • Não deram falta do Rod! Hahaha

          • Rodrigo “Rod” Montaleao

            Peraí que vou chorar no canto ali e já volto. :(((

          • Carla Gois

            (Posso brincar de Tiberio?)

            Ele Rodou no episódio então?
            Rsrsrsrs!!

            Gente, preciso confessar uma coisa. Em todos os episódios eu fico imaginando como eu faria a minha abertura em cada tema. Às vezes eu até falo em voz alta no carro! 🙂

          • helvecioparente

            Manda aí alguma abertura pra gente, Carla!

          • Carla Gois

            Rsrsrsrsrs!
            De forma alguma que eu ia pagar esse mico! 😀

          • Muito boa Carla! Ganhou o selo Tiberio de qualidade pelo trocadilho! Hahaha

            Mas diz aí qual seria sua abertura pro episódio de X-men…

          • Rodrigo “Rod” Montaleao

            Rssrsrsrss.. Clássica piadinha estilo Tibério. E sim, manda aí suas aberturas. Fiquei curioso agora.

          • Carla Gois

            Desculpa Gegê, desculpa pirralho, desculpa todo mundo. Foi o calor da emoção.

      • Carla Gois

        Pra que essa rebeldia toda, jovem? Ela tá certa, se você vive na sociedade de 2016 você tem que se preocupar com o período social de 2016. E hoje temos sim um cuidado muito maior com o que é expressado do que tínhamos na década passada.

        Se você é contra esse nosso momento, melhor entrar numa caverna e sair daqui a 10 anos na esperança disso tudo ter passado. O que é, convenhamos, um pensamento bastante adequado de um homem das cavernas.

        • Señora Reversa

          Eu? Eu estou satisfeito com o humor do podcast.

      • Hugo Carlos

        Liberdade de expressão é uma via de mão dupla. Ninguém pode impedir você de falar o que quiser, mas as outras pessoas também podem falar o que quiser. Se o que você falou é ofensivo pra alguém, esse alguém também tem total liberdade de falar contra. Faz parte do processo, é democrático e é bacana, é oportunidade de crescer para todos. Se “proibirem” a piada do pintinho, alguém inteligente vai inventar uma mais engraçada ainda e que, provavelmente, ofenderá menos pessoas, etc.
        😀

        • Señora Reversa

          Aham.
          Ae essa piada pós pintinho tbm ofenderá alguém…. E por ai vai é um loop infinito até virarmos zumbis e não seremos capazes de entender nem apreciar nada.

          Humor não se trata de preconceito e sim relembrar obviedades nos assuntos pertinentes. Fazer piada com pretos e retardados mentais por exemplo,é muito mais natural do que tratar o assunto como tabu.

          Eu tenho certeza que a comunistinha de faculdade ali que tava de mimimi deve achar graça em ALGUMA coisa que possa ofender uma “minoria”, assim como vc, assim como eu tbm.

          A diferença é que eu não nego e vocês fazem o showzinho do politicamente correto.

          • Hugo Carlos

            concordo, humor é sobre o óbvio, mas se o único humor possível é depreciativo e diálogo é deboche, já viramos zumbis.

            😉

    • MAKE BRAZIL GREAT AGAIN

      Mas é muito viadão mesmo.

  • Rivelino Cruz Do Nascimento

    Sinceramente nem mesmo esse podcast inesperado e de qualidade impar conseguiu me animar p/ ver esse filme no cinema , o “Selo de Qualidade ” da fox sobre essa franquia consegue minar minha vontade de ir p/ cinema , prefiro guarda dinheiro desse ingresso p/ assistir o Suicide Squad e esse sim estou esperançoso p/ ser o “Filme ” da DC mesmo tendo gostado De Batman V Superman mas voltando p/ assunto desse episodio vocês quase com poder Mutante de vocês deixaram o filme quase aceitável ….. E que Fox devolva logo X – men p/ Marvel só assim p/ temos um filme á altura desse heróis ….

    • Quem dera a Marvel retomasse os direitos dos X-Men a tempo de juntar a equipe para a futura Guerra Infinita.

      De qualquer forma, o filme pode não ser lá essa grande coisa, mas se você descancar o cérebro e pensar na diversão, pode se divertir e, pasmem, até gostar! Hehehe

      Abraços.

      • Hugo Carlos

        Impressão minha ou nos créditos iniciais aparecia que era uma produção conjunta da fox, marvel e mais uma empresa?

  • Sir Jones Kast, Ph.D.

    @[email protected]:disqus ABIGO!!!
    Achei toda trilha sonora dos Mestres do Universo.
    Primeiro achei o nome de todas elas e depois as achei assim no youtube, como OSTs mesmo, só com o nome da música e algumas combinações, deu certo. Baixei tudo.
    Valeu.
    Se quiser, te passo os links ou elas por e-mail

    • GG

      Ah mas eu quero pra ontem! 😀

  • Sir Jones Kast, Ph.D.

    Ixe, Maria, muita TRETA, muita treta aqui pra baixo nos comentários. Muita gente bolada. Medo de me aventurar no meio. Quem sabe depois.

    • Señora Reversa

      pra caçar é la no outro site mesmo.

      • Sir Jones Kast, Ph.D.

        Não pode C

        • Señora Reversa

          Já foi

  • Juliano Souza Ribeiro

    Muito bom o podcast. Gostei da observação que os filmes do Blade, mesmo sendo de quadrinhos, foram vistos mais como filmes do Snipes!

  • Hugo Carlos

    Uma pergunta aos entendidos de X-MEN: Ser azul é a mutação mais comum nesse universo? Mística, fera, noturno, apocalipse, namorita, etc.?

    • MAKE BRAZIL GREAT AGAIN

      Exato.