Podcrastinadores.S03E08 – Guilty Pleasures

Chegou a hora de falar, digo, de admitir nossas séries Guilty Pleasures. Sabe aquela série de TV de mulherzinha que você adorava e que secretamente nunca perdeu nenhum episódio? Que na frente dos seus amigos você fingia total desconhecimento, mas comprava até revista especializada em banca de jornal?

Pois é, neste episódio iremos abrir nosso coração e conversar sobre Barrados no Baile, Gossip Girl, Grey’s AnatomyGlee e todas aquelas séries que você nunca iria admitir assistir pro pessoal do seu trabalho.

Participaram desta queimação de filme, digo, desse episódio: Gustavo Guimarães, Helvécio Parente, Rodrigo MontaleãoTibério Velasquez, Dudu Sales e Leandro Medeiros.

Ouça, e principalmente participe! Não queremos pagar esse mico sozinhos! 🙂

Links relacionados a este episódio:

Vencedor da promoção The Raid

– Evento Semana Cultural Anime Point, de 6 a 11 de abril

– Episódios dos Podcrastinadores sobre Os Melhores de 2014 e Tom Cruise.

Episódio piloto de Barrados no Baile

Documentário Beverly Hills 90210: The Reunion

Notícia do que rolou entre Brandon e a Mariana Ximenes

Participe você também escrevendo pra gente: [email protected]
Queremos saber quem é você que nos ouve: vá em facebook.com/podcrastinadores e mande seu Like lá.

  • 90’s forever

    Achei muito legal o Podcast, apesar de achar que Beverly Hills 90210 não é Guilty Pleasure, já que é algo que TODO MUNDO via na época, comentava, etc…. Gostei dos comentários do GG sobre o visual da galera anos 90…. falando nisso, achei uma foto aqui em que ele mostra, na prática, o visual anos 90. Caso haja dúvidas, ele é o de verde.

    • GG

      Pode se identificar sem problemas, amiguinho. Eu levo na esportiva qualquer zoação, principalmente as merecidas. 😉

      • GG, já foi jovem um dia! Quem diria… Hehehe

        • Rodrigo “Rod” Montaleao

          Sério que vamos ignorar totalmente o fato do GG estar com uma puta cara de serial killer na foto? E ainda posa com a vítima!!!

          • GG

            Rod, devo informar que o último sujeito que insistiu nesse assunto estava na foto. Vendado.

        • GG

          Já fui é um Sayid Jarrah um dia, como mostra a foto. 😉

  • Elieverson Santos

    Mais um excelente episódio rapazes. Quero dizer que vergonha é: matar, roubar, mentir ou ser ex …(brincadeira, nada de polêmicas). Na real, tudo pode ser bom, é uma questão de o quanto determinado conteúdo te proporciona um momento agradável e o quanto esse momento repercute em sua vida. Pra mim não interferiu negativamente em nada eu ter visto Barrados no Baile e outras séries mencionadas, não sou menos homem nem menos inteligente que “pessoas de gosto refinado” quanto ao entretenimento. Deixo um questionamento sobre o tema desse episódio: O problema está na forma como os outros julgam nossas escolhas e gostos ou em nós mesmos e no que queremos que as pessoas pensem de nós? Um forte abraço à todos e obrigado por mais um podcast totalmente incrível, até a próxima de incontáveis vezes.

    • Grande Elieverson, já somos até amigos de podcast… Hehehe
      Tudo que você falou é verdade, o guilty pleasure é mais uma brincadeira mesmo. Fato que no fundo todos falamos abertamente de todas as séries e filmes que gostamos, afinal, se gostamos não tem porque ter vergonha.

      É esse tema aí é profundo hein. Quase um podcast de filosofia! Heheheh

      Mais uma vex obrigado pelo comentário. Abraços

      • Elieverson Santos

        Grande Tibério. Realmente não tem motivos para levar a vida tão a sério, até pq nós não saímos vivos dela não é? Fico feliz por me considerar um amigo e saiba que assim pretendo ser com todo o meu apoio à este incrível podcast!! Grande abraço para todos.

    • Rodrigo “Rod” Montaleao

      Elieverson, tivemos dificuldade pra montar a lista pro programa justamente por sermos todos “sem vergonha” rsrsrsrsrs. A gente começava a falar da série e percebia que assistia a tudo aquilo com orgulho. Mas como existe o termo em inglês, tivemos que entrar no espiríto da coisa e tentar regastar aquelas que deveriam nos envergonhar. Eu ainda assisto mais algumas que não entraram na lista, como Pretty Little Liars, Vampire Diaries, Once Upon a Time e por aí vai. Abs!

      • Elieverson Santos

        Fala “Rod”, satisfação em falar com vc. Não tem quem não tenha pelo menos uma vergonhazinha pra contar( ou esconder ), mas que traz momentos legais de diversão, seja assistindo ou conversando sobre ela, hahaha. Até a próxima oportunidade e deixo a pergunta; O Guilty Pleasure vale pro cinema também? Daria um bom episódio.

  • Fala galera,

    Muito bom o cast, estou na maratona para ouvir todos já faz umas semanas. Até falei de vocês lá no meu blog, indicando o site. Bom, queria falar sobre três coisas:

    – David Hasselhoff era adorado na Alemanha por sua carreira de cantor. A música Looking for Freedom foi quase um hino na unificação das Alemanhas e o próprio esteve presente, fazendo show, durante a queda do Muro de Berlim.
    Até hoje, David é querido por lá e, inclusive, apoiou o time alemão durante a Copa do Mundo no Brasil. A culpa do 7×1 é dele!

    – Kyle XY era uma séria com uma ótima premissa, mas era muito bobinha e infantil. Assisti até o final, porque sou desses que começa uma série e segue só pra ver o fim. Mas, se tinha uma coisa boa, era a futura Lady Sif, Jaimie Alexander, que fazia a versão feminina (e descontrolada) de Kyle.

    – Glee foi um seriado em que todo mundo falava durante a primeira temporada, inclusive outras séries. O impacto foi tão grande que deixei minha masculinidade de lado e fui assistir. Lembra que eu nunca abandonava uma série? Deixei ela no início da terceira temporada, pois senti que a história foi se perdendo e o ponto principal eram as apresentações musicais. E acho que fiquei velho demais para ela, mas boa sorte para quem continuou.

    Bom, é isso, galera, continuem o ótimo trabalho!

    • Fala Baldo, obrigado.
      Vê se não ouve muito rápido e enjoa da gente… Hehehe

      E Glee teve um probleminha ali mesmo, mas muita série tem. Talvez pelo tema adolescente forte tenha atrapalhado a continuar assistindo, mas fato é que está perto do fim.

      Abraço… Ah, e manda o endereço do seu blog aqui pra gente.

    • Rodrigo “Rod” Montaleao

      Opa.. agora tenho desculpa pra quando perguntam qual o perfume que tô usando e tenho que responder que é um legítimo “The Hoff”. Posso falar que é um sucesso de vendas na Alemanha e tá tudo certo.

      Sobre Glee, vou abrir aqui que eu fui o ÚNICO dos integrantes do Podcast, incluindo convidados, a nunca ter visto um episódio sequer. Realmente não me atraiu. E pelos comentários gerais, não perdi muita coisa mesmo. Abs e obrigado pela audiência!

    • Carla Gois

      ISSO!!’ Sabia que conhecia a Lady Sif de algum lugar! Era a maluquinha de Kyle XY!! E eu posso confessar, só assistia essa série porque o Kyle era lindo de morrer! #prontofalei

  • Paula Kerner

    Nossa cara, finalmente posso tirar esse peso no meu coração em admitir meu guilty pleasure: assistir novela mexicana…. Antes fosse gostar de A Usurpadora; eu gosto é das bem mela cueca clichê A Mentira, Café com Aroma de Mulher, Esmeralda, Rubi, Sortilégio e até A Feia Mais Bela. É algo que eu não comento com ninguém, que guardo só pra mim… mas eu sou fã de carteirinha da Barbara Mori e da Thalia. Eu dançava e cantava com ela a cada abertura de Marimar e Maria do Bairro.

    Ufa! Acho que me sinto melhor…

    Mas em séries americanas meu maior guilty pleasure foi My Mad Fat Diary e Awkward. Séries americanas de drama adolescente clichê? Claro, to dentro. x)

    Não sei se deveria ter vergonha de gostar de One Tree Hill e The O.C.; amo/sou, só não assisto de novo porque eu moro com meu namorado e… bem, é um guilty pleasure. Vou assistir só quando estiver sozinha em casa… :[

    Excelente podcast. Mas pô… Glee… Aí não heim ahuahuhuahuahuahu

    Obs: A primeira relação sexual da Daenerys no livro é consensual, num é não? O Drogo foi muito carinhoso e amoroso com ela; bem diferente da série, que foi um estupro.

    • Oi Paula, não queria dizer nada, mas se tivesse um prêmio de Guilty Pleasure dos Podcrastinadores você ganhava! Hahahaha

      Olha, há muito tempo atrás posso falar que vi Chiquixitas! Hahaha

      E não fala mal de Glee não! Glee é legal! 😉

      Sobre GoT, não lembro mesmo. Mais alguém?

      Obrigado pela mensagem novamente e fico feliz pelo elogio.

      Abracos.

      • GG

        Será que um episódio do podcast sobre novelas vingaria?

        • Elieverson Santos

          Olha que tem muita novela legal na década de 80 e 90 hein! Entrariam elas na categoria Guilty Pleasures? O mito da imortalidade em Renascer, os assassinos seriais (pq estamos falando de brasileiros) e grandes ícones da cultura televisiva nacional como: Zeca diabo, Teodorico Paraguaçu e uma porrada de vários outros, dariam um belo papo GG. Então fica a dica, e não se esqueçam; O poder é de vocês( nesse caso a palavra final, Hahaha).

    • Rodrigo “Rod” Montaleao

      Ok… você ganhou. Novela mexicana é muito pra mim.. rsrsrssrs.

      The O.C. eu vi alguns, queria ter seguido, mas não continuei. Bom.. Netflix tá aí pra isso, né? 😉

  • Vitor Quartezani Dias

    Concordo plenamente com o DUDU. Greys Anatomy é a melhor série já feita. Dá para rir, chorar, ficar angustiado, enfim, muitas coisas. Eu e minha esposa nos amarramos nos dramas dos médicos.
    Gossip Girl também é foda pra cara….
    Outra que faltou vocês falarem que é um Guilty Pleasure é Gilmore Girls com a família Lorelai e suas tramas e conflitos na transição da adolescência para a vida adulta da filha e dos conflitos que uma mãe solteira tem que enfrentar com sua família conservadora.

    • Rodrigo “Rod” Montaleao

      Taí.. Gilmore Girls é uma que eu sempre achei que gostaria de ver, mas por algum motivo bizarro nunca vi direito (quando pegava passando na TV, parava pra ver. Mas nunca fui além disso). Abs!

  • GG

    OMG! Aaron Paul esteve em Barrados No Baile!!! :O
    https://www.youtube.com/watch?v=NIr32B1lFuY

    • jujuba

      Isso só torna a jornada artística desse “bitch” algo ainda mais estupendo ! (relevem “Need for Speed”) 😉

  • Um Estranho Estranho

    Que coincidência Helvecio, no episódio dessa semana de Elementary eles referenciam “Manos” The Hands of Fate. Parabéns pelo episódio, e vou te dizer que de guilty plesuare eu entendo bem, mas a minha “desculpa” é que sou cria dos anos 80, onde, por falta de opção, assistíamos tudo que passava nos quatro canais que existiam. E com isso acabamos criando certos hábitos, como assistir dramédias adolescentes (Barrados no Baile), desenhos toscos (Conan tosco que não matava) e filmes e mais filmes ruins que marcaram nossas vidas (Mestres do Universo). Hoje em dia temos opção, mas o gosto por tranqueira já esta impregnado em nosso DNA. Valeu e até a próxima.

  • Carla Gois

    Que barato esse programa! Adorei!
    Por favor, façam um com a melhor série de todas: Dexter!! Please pretty please?

    • Legal que gostou Carla.
      E Dexter é legal… mas melhor série… sei não. 😉

      • GG

        Dexter é ótimo! E Carla, você não é a primeira pessoa que nos pede isso. Vamos tentar incluir na nossa fila de temas futuros. 🙂

  • GG

    Ele deve ter ganho o papel com essa jogadinha de pegar a raquete rodando sem olhar.

  • Vi lá, bem legal o site. Vou acompanhar. 😉

  • Pingback: Podcast Papo de Gordo 152 - Turismo Gastronômico: Orlando | Papo de Gordo()